A PSICOLOGIA E A VISÃO BÍBLICA DO HOMEM

  • 26/05/2019
  • 0 Comentário(s)

A PSICOLOGIA E A VISÃO BÍBLICA DO HOMEM

A maioria das faculdades teológicas está incluindo em sua grade curricular a psicologia. E um número grande de pastores e padres têm procurado estender sua formação, cursando psicologia. O psiquiatra cristão Alberto Cury escreveu um livro que se tornou um best-seller: “ Jesus, o maior psicólogo que já existiu”. No entanto, em alguns momentos a psicologia e a psicanálise têm sido contraditórias ao entendimento do ser humano como dependente de Deus.

Esta polêmica tem surgido em virtudeda natureza do aconselhamento bíblico ou pastoral, por defender que Cristo é a solução de todas os males. Segundo Jay Adams a ideia básica do aconselhamento bíblico está ligada ao fato queo pecado pessoal na vida do aconselhado é a origem de seus problemas existenciais.

No entanto, o fundador da psicologia analítica,Carl Gustav Jung, no século XIX, era um protestante. E defendia que a maioria dos nossos problemas está relacionada ao inconsciente, assim como Freud,fundador da psicanálise,neste mesmo período,defendia que nossas neuroses são produtos de experiências na infância. Havia um choque de posicionamento com os dois mestres da psicologia. Até porque o primeiro era como já foi dito, protestante e o segundo, ateu. E chegou a escrever um livro acusando a religião da maioria das neuroses do ser humano: “O Futuro de uma Ilusão”.

Afinal, a psicologia é uma antítese à Bíblia?

Segundo o psiquiatra Alberto Cury, não. A linha mestra da psicoterapia pode ser fundamentada no tratamento que Jesus dava no seu ministério. Na prática, isso vai depender de quem seja o psicoterapeuta. Se for um crente a Jesus Cristo, certamente fará uma abordagem que mixa o que Jesus ensinou ao que as teorias psicológicas defendem como epistemologia do sofrimento humano. Se for um profissional ateu, ou que creia em Deus -mas não acredita que Ele possa interferir na vida Humana- com certeza que ele não irá procurar Jesus para lhe auxiliar no aconselhamento de outrem. Lamentavelmente existem loucos no mundo, que preferem acreditar em si próprio do que no Criador.

O radicalismo, no passado de alguns conselheiros espirituais, consistia em negar a influencia psíquica do comportamento humano às experiências passadas, acarretando na existência, durante muito tempo, de um preconceito no meio cristão da psicologia. John MacArtur Jr. desenvolve essa linha de pensamento sobre a separação entre a Psicologia e o Aconselhamento baseado na Bíblia. Ele defende que esta posição deve ser assumida por todos os cristãos compromissados com a Bíblia. Para o autor não existem os termos “neurose e psicose”, isto é algo que a ciência rotula, sendo que, por trás de toda doença não orgânica encontra-se um pecado pessoal que deve ser confrontado para que ocorra o arrependimento e cura. Esse radicalismo é negar a própria ciência divina. Deus dispõe à todas as suas criaturas capacidade intelectual. Não é porque Freud era ateu que a psicanálise é uma ferramenta ateísta. Deus não limita o Homem a praticar o bem, ao contrário, ele dá os caminhos e a psicologia é um deles, desde que seja usado dentro dos padrões do Único psicólogo que já existiu: Jesus Cristo.

A psicologia humanista

A psicologia e a teologia são áreas interrelacionadas. São muito próximas, mas a linha tênue que separa as duas faz toda a diferença, apesar das duas estarem focadas no ser Humano, a psicologia é só física e a teologia é física e espiritual.

A psicologia foca seus estudos no aspecto relacional do homem, o seu comportamento como um todo e, através disso, acaba inevitavelmente encontrando-se com as concepções religiosas que os seres humanos possuem ao longo de sua existência, já que, estas convicções se expressam e influenciam toda a sua vida. Já os ministros religiosos partem do aspecto espiritual do ser humano, consequentemente, em todas as dimensões do ser, seja social, emocional ou físico.

Entretanto, no meio das correntes de pensamento e construção da ciência psicológica, surgiram várias correntes. E, uma delas foi o Behaviorismo, uma construção psicológica que não permite uma visão emocional e tão pouco religiosa. John B. Watson em 1913 escreveu um manifesto: “A Psicologia como um comportamentista a vê” defendeu que a psicologia não deveria estudar processos internos da mente, mas sim o comportamento, pois este é visível e, portanto, passível de observação. É uma forte influência do positivismo na psicologia. Só se acredita e trata aquilo que vê.

Evidentemente que isso vai de encontro à religião que lida com o etéreo, o transcendental.

Porém, uma outra corrente da psicologia surgiu em contraponto ao behaviorismo: a psicologia humanista, que coloca o homem no centro. O homem sendo capaz de superar, por si mesmo, nos limites da vida. Esta corrente induz o ser humano a acreditar em si mesmo. Ser dono do seu mundo. Enquanto que o behaviorismo defende que o ser humano é dependente em seu comportamento do sistema. Isso criou algumas frustrações, pois o ser humano acabou se defrontando com seus limites. Deus deixou de ser o refúgio e a fortaleza, o socorro bem presente em meio a angustia. Nisso, a psicologia humanista acabou por distanciar o homem de Deus, com o seu homocentrismo.

A Associação dos psicólogos e psiquiatras cristãos defende uma abordagem que leve o ser humano a reconhecer a sua dependência de Deus. Eticamente, o psicólogo não deve ser um proselitista de qualquer religião, como também não apaga da mente humana seu viés de fé. O cuidado da mente, não refuta os ensinamentos bíblicos.

Nao há céu sem Deus e não há terra sem o homem. Assim,também não há doenças se não houver um Deus que cure. Dele recebemos a vida e só Ele sabe nossas necessidades.Só o Criador conhece a sua criatura em todas as suas dimensões.

Adenor Gonçalves
Escritor, Teólogo, Jornalista, Graduado em Ciências

Administrativas, Ciências Jurídicas e Empresário.

Todos os direitos do conteúdo deste Site, blog, dos artigos, livros estão registrados e reservados ao seu Autor, na forma da Lei 9.610/98 e outras complementares. Sendo que o uso parcial ou total dos textos só podem ser utilizados com a devida autorização do autor.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

top1
1. Anderson Freire

Raridade

top2
2. Bruna Karla

Advogado Fiel

top3
3. Aline Barros

Casa do pai

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes